Entrevista com Cristina Lessa Cereja: Unifica-ação

01-06-2011 00:00

 

Unifica-ação - O que o evento Unifica-ação representa para você, como aconteceu a orientação e a criação dele e o que você espera que cada participante leve para si ao voltar para suas cidades e locais de trabalho espiritual?
 
Cristina - O Unifica-ação é o encerramento de um ciclo de aprendizado pessoal e o início de uma nova fase em minha vida e em meu caminho mediúnico. Posso dizer que este evento á a materialização dos princípios fundamentais que regem minha vida, meus pensamentos e minhas atitudes, e também daqueles que me cercam e me apoiam sempre dentro de meu grupo de convívio. É uma forma concreta de servir ao que os Espíritos Superiores esperam de mim como ser humano e como indivíduo. É esta a orientação que sempre recebi: ter atitude e coragem para empreender as mudanças que meu espírito veio preparado para promover, assumir minhas responsabilidades e compromissos visando a libertação do próximo da dor e do sofrimento. 
Espero sinceramente que cada participante retorne aos seus ambientes de trabalho remexido de forma profunda. E que estas reflexões dêem o impulso necessário às transformações internas e externas que são urgentes. Que todos possamos conviver num ambiente de verdadeiro amor, afeto e respeito recíproco entre todos. Que possamos estabelecer parcerias, rever posicionamentos e adotar posturas mais eficazes dentro do trabalho da caridade. Esse é o único e principal objetivo: repartir e somar.
 
 
Unifica-ação - Como é dirigir uma casa espírita, família e ainda ter tempo para trabalhar, dar cursos, escrever e produzir um evento?
 
Cristina - Disciplina e organização são fundamentais. Muitas pessoas se lastimam dizendo a maternidade as impede de realizar muitas coisas. Meus filhos nunca foram empecilho para minhas realizações. Ao contrário, são meu estímulo e minha força. Sem eles, jamais teria aprendido a incondicionalidade do amor, devo muito a eles, pois são grandes Mestres em minha vida. Quando aprendemos a organizar nossa vida temos tempo pra tudo. Só não temos tempo para aquilo que não gostamos de fazer, e aí ficamos arranjando desculpas para permanecermos acomodados em situações que nos parecem confortáveis. Para mim é muito fácil realizar tudo isso, pois amo o que faço. Amo minha família, meu trabalho, minha Casa Assistencial. É claro que temos que fazer escolhas, deixar de lado muitos aspectos relacionados à vida pessoal. Mas estabelecer prioridades e assumir suas próprias escolhas é fundamental. Sempre fui uma pessoa muito séria e dedicada em relação às responsabilidades que assumo, seja no trabalho mediúnico, na vida pessoal ou familiar. Cada coisa tem seu lugar, e um horário específico para dedicar-me. Nada fica sem atenção. Em qualquer tarefa sempre estou integralmente, corpo, mente e coração. E o Unifica-ação vem brindar todo um ciclo de trabalho e aprendizado neste últimos 10 anos de minha vida. Posso até mesmo dizer que o Unifica-ação é o retrato de meu coração.
 
Unifica-ação - Qual a grande marca que incentiva, não somente o pensamento, mas essa conduta de vidão unitária em nossas vidas?
 
Cristina - O Amor. Não ao amor piegas, mesquinho, egoísta e hipócrita que infelizmente na maioria das vezes vemos dirigindo as culturas e as sociedades. Mas o verdadeiro amor que ainda precisamos aprender a desenvolver. Quando aprendermos a amar e respeitar uns aos outros como á nós mesmos, como nos ensina nosso Mestre Jesus, desenvolveremos a compaixão, que é o primeiro passo para reconhecermos a Unidade em nós. Isso é um trabalho contínuo e eterno. Mas compreender essa máxima é fundamental para começarmos a engatinhar no sentido de aplicar isso em nossas vidas. Sem entendimento, dedicação e comprometimento pessoal fica difícil promover qualquer mudança substancial de comportamento, seja no indivíduo ou na sociedade.
 
Unifica-ação - Qual a maior cura que podemos realizar em nós mesmos?
 
Cristina -Humildar completamente o nosso ego a ponto de reconhecermos a Unidade em nós, deixando-a fluir naturalmente em nossa ações e comportamento. 
 
Unifica-ação - Para finalizar, que mensagem você gostaria de compartilhar a todos nesse momento?
 
Cristina - Gostaria realmente de vislumbrar um dia maior empenho e veracidade em todos aqueles envolvidos tanto em seu próprio crescimento como no esclarecimento e orientação ao próximo, seja no meio doutrinário ou religioso. Mas isso, obviamente, exige uma revolução ao nível da moralização, o que é uma ilusão, de forma imediata. Porém, podemos dar um passo de cada vez, basta atitude e coragem suficiente para enfrentarmos as consequências de trazer uma nova abordagem, uma nova visão. Muitos sabem criticar e julgar, por vezes de forma dura e arbitrária, mas poucos, muitos poucos possuem o ímpeto da ação para a renovação. Apesar de termos tantas pessoas capacitadas para a ação, poucos assumem os seus compromissos mediante o próximo. Vemos atitudes de superfície, que muitas vezes iludem os outros a respeito da verdadeira transformação que todos devemos operar de forma mais profunda, ao invés de realmente auxiliar. Apesar da vasta orientação recebida, os espíritas e os religiosos estão despreparados. Voltar-se realmente para o seu próprio interior e operar as mudanças necessárias para benefício do Todo é algo doloroso, e exige bastante coragem. Onde estão escondidos estes pequenos heróis da Humanidade? Porque não aparecem? Tenho grande esperança na juventude que chega cheia de novas propostas, e tenho Fé de que um dia poderemos vivenciar um ambiente de Paz, Harmonia e Respeito entre todos.

—————

Voltar


Contactos

Cris Cereja

Consultório:
Rua Ernesto Basílio, 45 Sl.301
Nova Friburgo - Rio de Janeiro